"De alguma forma, desde sempre, o universo acolhe a mim mesmo, ativo ou adormecido. Agora tenho acordado. Levei algum tempo a tornar-me consciente. Talvez o choque do impacto dessa outra maneira, com a necessária adaptação, tem vindo a perturbar a consciência até um certo ponto. Mas acho que já começo a reencontrar-me. No entanto, sento-me algo estranho apesar da quase perfeita instrumentalización da adaptação. A este fenómeno, aqui eles chamam de «vida». E a este lugar, «Terra»; planeta Terra."


 

"Nossa existência parece-nos como uma espécie de romance que termina com a morte. Mas quem somos nós para sinalizar o fim do que ainda ignoramos o seu princípio original? Como você pode saber se é a história inteira ou um capítulo mais? ... Eu suspeito que tudo é teatro da eternidade, sempre com os mesmos atores, que mudam apenas o disfarce.Não há morte, só vida e aparições mágicas."

 

Deus é nós mesmos

 

Nesta edição, Antonio Miguel entrega-nos um conjunto de reflexões que compõem uma filosofia pessoal alheia das ideologias políticas e religiosas, conforme com nosso tempo, com o espírito de superação e os avanços científicos, com o sentimento individual e a realidade social. Um livro que transmite uma nova consciência através de uma combinação de simples e profundas reflexões sobre a busca de significado e motivação de nossa existência. Uma penetrante e franca leitura que fornece respostas, estímulos e o encontro de qualquer mensagem pessoal relevante. Edição ilustrada, em cor e em preto e branco, 140 páginas com magníficas imagens do Universo. Disponível en Amazon:

 

  Edição em cor, comprar >
  Edição em preto e branco >
  eBook Kindle >

 

Index

antoniomiguel.es © - Imagens: ESO - NASA - Contato: mail.@.antoniomiguel.es